O que é marca, afinal?
Postado em | por Otavio Albano | em Branding

O que é marca, afinal?

Branding é essencialmente a criação e gestão de marcas. Mas, muito antes de entender o que é branding, você, como empresário, deve entender o que é a sua marca e o que ela representa para o seu negócio.

Afinal, se você não sabe qual é a sua marca, é impossível gerenciá-la.

Se, por outro lado, você tiver uma marca claramente definida, não só será fácil para você gerenciá-la (ou saber o que o escritório de branding/design/marketing deve fazer) mas também será mais fácil seus clientes se identificarem com sua empresa e produto.

E, quando sua marca se torna mais atraente, fica mais simples se separar da concorrência. Portanto, o primeiro passo para o sucesso da estratégia de branding da sua empresa é uma questão de definição.

Qual é a sua marca?

Para começar, sua marca tem as características tangíveis “padrão”, como o que você está vendendo, o preço, as cores, a embalagem etc. Mesmo no setor de serviços, o que você disponibiliza e a experiência do cliente são consideradas características tangíveis.

Mas uma marca não é só isso. É também o intangível. São os sentimentos associados à sua marca.

Pense na diferença entre seu produto e sua marca como a lacuna entre o que sua empresa faz e o que seus clientes compram. Eles não estão apenas comprando seu produto ou serviço.

Eles também estão comprando o prestígio, emoções positivas e a imagem associada à sua empresa.

Uma marca vai muito além do logo.

Quanto melhor você gerencia sua marca, mais a compra que seu cliente está fazendo está associada à sua marca, e não a seus produtos.

Agora, isso não quer dizer que o produto não importe. Obviamente, ele importa. Mas ele se torna menos importante quando sua marca é forte, quando ela é bem gerenciada.

Atributos da Marca

Uma marca tem oito atributos que uma boa estratégia de branding procura amplificar:

1. Relevância

A marca deve ser relevante. O produto deve atender às expectativas e a marca deve estar conectada ao produto. Se, por exemplo, sua marca é feminina e você está vendendo ferramentas elétricas, então algo está errado.

2. Consistência

Na verdade, consistência é igual a confiança. Se você sempre entregar uma mensagem consistente que permaneça fiel ao conceito central da marca, seus clientes internalizarão essa mensagem — e, portanto, a marca — com mais facilidade.

3. Posicionamento correto

Se a marca está bem posicionada de modo a evocar um estado emocional positivo na mente do consumidor, é o que pode levar alguém a comprar de você e não da sua concorrência.

4. Sustentabilidade

Uma marca sustentável tem pernas e permitirá que a empresa trabalhe para inovar, manter o sucesso e organizar o processo de trabalho.

5. Credibilidade

É vital que sua marca permaneça confiável. Isso significa que ela faz o que promete, que o marketing não exagera e oferece falsas alegações e que evita publicidade negativa.

6. Entusiasmo

Você deve sempre se esforçar para fazer com que sua marca inspire e transcenda além de um produto e em uma categoria de estilo de vida. Por exemplo, a Apple não tem os melhores produtos do mercado, e isso não importa: ela vende um estilo de vida e não produtos per se.

7. Exclusividade

Se a sua marca parece uma cópia de outras empresas, então, o que você está passando é justamente isso: você não é o original. Por isso, tenha sempre em mente tornar sua marca única. O lugar para começar é o nome da sua empresa, de seus produtos.

8. Apelo

Por último, mas não menos importante, sua marca deve ser atraente. As pessoas devem querer estar associadas a ela. Se você conseguir fazer isso com sucesso, a marca se venderá sozinha!


Há algum tempo, a marca de uma empresa era a “cara” da loja e a personalidade das pessoas atrás do balcão.

Hoje em dia isso mudou drasticamente. Marcas tornaram-se um conjunto de crenças e ideais onde os clientes precisam discernir o que sua marca representa da maneira como ela é apresentada on e offline.

Isso significa que você precisa gastar muito mais tempo tentando descobrir o que está vendendo, não apenas em relação a produtos, mas em termos de sua identidade corporativa.

A melhor maneira de fazer isso é através do branding, o que significa estabelecer uma boa marca e depois projetar essa marca de forma correta e eficiente, por meio de estratégias, conteúdo e vendas.

Uma marca não deve ser apenas um desenho que você pinta nas paredes da sua empresa e ostenta nas suas embalagens e no seu site. Deve ser algo que é entendido e acreditado pelas pessoas que trabalham na sua empresa.

Se você puder fazer isso, estará em posição de vender não apenas um produto, mas também um conjunto de sentimentos, associações e ideias. E vai poder cobrar extra por isso.


A METAPHOR BRANDING é uma agência de design especializada em criação e gestão de marcas.
Quer transformar o seu negócio? Entre em contato com a gente!

Deixe uma resposta