Como gerir sua marca?
Postado em | por Otávio Albano | em Branding, Empreendedorismo

Como gerir a sua marca

Branding é um termo abrangente que descreve todas as facetas de design, posicionamento, marketing, publicidade e distribuição que promovem a identificação e o desenvolvimento da sua marca.

Branding como se conhece hoje foi desenvolvido pela primeira vez pela empresa estadunidense Procter & Gamble nos anos posteriores à Segunda Guerra Mundial. Muitas das mesmas técnicas usadas pela P&G ainda estão em vigor hoje.

A ideia de que uma equipe dedicada de profissionais se concentra em uma determinada marca, impulsionando todas as atividades-chave que dão suporte a essa marca é a ideia central do branding, desde a época da sua concepção.

Branding é gerenciamento

Marcas podem ter uma influência poderosa no envolvimento do cliente e no gerenciamento de uma empresa. O ponto crucial do gerenciamento de marca é a confiança. Sem isso, a promessa da marca está quebrada.

Consumidores geralmente acreditam que podem confiar em uma marca. Por exemplo, o slogan de uma companhia de seguros fictícia é “você em boas mãos”. Se um agente dessa seguradora não aparecesse após um acidente de carro, a promessa da marca seria quebrada.

Quando uma marca é estabelecida e os consumidores expressam afinidade com ela, é mais fácil adquirir confiança com consumidores novos. E como fazer isso?

A identidade da marca — na forma de design de logo, cores, formas e fontes — tem a intenção de chamar a atenção do consumidor e transmitir a personalidade de uma marca.

E no nosso mundo cada vez mais conectado, associar uma marca a “influencers” pode ajudar na afinidade do cliente por uma marca. Para isso, é preciso definir o tipo de marca você tem.

Tipos de marcas

Os tipos de marcas mais comuns incluem:

  • Um produto é o que há de mais comum associado a uma marca. Se mais de um produto estiver incluído em uma marca, um atributo unificador deverá estar presente. Por exemplo, a Coca Zero é uma marca, mas ela faz parte do lineup de marcas da Coca-Cola, e deve ser tratada como tal. Aqui há dois tipos de promessa: a da Coca Zero e a da empresa Coca-Cola. Elas não podem ser contraditórias.
  • Serviços também podem representar uma marca. Aqui a promessa é entregar soluções para atender às necessidades do consumidor. Por exemplo, uma consultoria de TI local que faz chamadas domésticas e promete colocar sua área de trabalho em operação em duas horas é uma marca. Uma marca de serviço pode ser impactada negativa ou positivamente pela forma como o serviço é conduzido, onde o serviço é prestado e como os clientes individualizados percebem os serviços fornecidos. Cada uma dessas variáveis pode diferenciá-lo de seus concorrentes.
  • Pessoas podem ter suas próprias marcas baseadas em personalidade, carisma, posição, fama e influência. É daí que vem o termo embaixador da marca. Com o crescimento das mídias (jornais e rádio, principalmente) no início do século XX, surgiu a ideia de que uma pessoa pode ser uma marca. A marca é substituída pela imagem, mas eles não são sinônimos. A imagem de uma pessoa não é necessariamente comercializável no verdadeiro sentido da palavra. Um político é um bom exemplo de uma marca individual já que ele deve se projetar de forma atraente para seus eleitores.
  • Empresas ou organizações que fornecem serviços ou fornecem produtos são marcas. As qualidades que as pessoas associam a uma empresa constituem o alicerce de uma marca. As percepções da marca dependem da experiência do consumidor, que é vulnerável às intenções que são reveladas, intencionalmente ou não, pelos funcionários em todos os níveis da organização.
  • Marcas de eventos são associadas à experiência do cliente. Seja grandes ou pequenas, as marcas de eventos estão inevitavelmente ligadas à diversão ou a causas sociais. Os Jogos Olímpicos, Rock in Rio e Lollapalooza representam algumas das marcas de eventos mais importantes e têm públicos (e marcas) bastante distintos.

Em suma, para gerir a sua marca, você deve conhecê-la e saber como ela irá se portar frente aos seus consumidores-chave. Para isso, é preciso antes estabelecer a sua promessa e decidir como você vai entregá-la.

Qual é a sua promessa? Já pensou nisso?


A METAPHOR BRANDING é uma agência de design especializada em criação e gestão de marcas.
Quer transformar o seu negócio? Entre em contato com a gente!

Deixe uma resposta